TARTARUGAS marinhas

 As tartarugas marinhas são um dos animais que mais temos contato em nossas atividades diárias. São animais impressionantes e de grande importância para os ecossistemas marinhos. 

 As tartarugas marinhas são pertencentes à linhagem mais antiga de répteis vivos, com o primeiro registro datando de 110 milhões de anos atrás. Desde então, as tartarugas não sofreram quase nenhuma modificação (por isso que dizem que tartarugas são dinossauros vivos!). Elas se originaram no ambiente terrestre, porém durante sua evolução se adaptaram posteriormente ao ambiente marinho. Para tanto, possuem um corpo hidrodinâmico, com carapaça achatada (casco rígido que as protege) e nadadeiras delgadas, possuindo também glândulas de sal que as ajudam a tolerar a água marinha. Contudo, as tartarugas continuam possuindo contato com o ambiente terrestre, vindo à terra para botar seus ovos em ninhos. 

    Atualmente existem sete espécies de tartarugas marinhas no mundo. Cinco dessas são encontradas em costas brasileiras, e todas as cinco ocorrem no estado do Rio Grande do Norte. Essas espécies são: tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e a tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Dessas, as que mais temos contato são a tartaruga-verde, que se alimenta próximo à nossa costa, e a tartaruga-de-pente, que desova em nossas praias. 

   Todas as cinco espécies estão ameaçadas de extinção hoje e grande parte deste declínio advém da interferência humana. As principais ameaças às tartarugas marinhas atualmente são: o desenvolvimento costeiro, a captura incidental pela pesca, o consumo humano, as mudanças climáticas, a poluição e a exposição a doenças. 

tartaruga-de-pente

 Eretmochelys imbricata

Peso médio: 50 a 80 kg

Tamanho médio da carapaça: 97,4 cm 

Área de desova: Bahia, Rio Grande do Norte, Sergipe e Ceará

Média de ovos por ninho: 136 ovos

Pico de desova: Janeiro e fevereiro

Idade de maturação: 16 a 20 anos

Distribuição geográfica: Todos os oceanos (águas tropicais)

Categoria de ameaça: Criticamente em perigo

Dieta: Esponjas marinhas e alguns moluscos

 

Características físicas: Carapaça ossificada com quatro placas laterias, de coloração marrom e manchas amareladas; escamas imbricadas; ranfoteca pronunciada; 2 pares de escamas pré-frontais

CICLO DE VIDA das

TARTARUGAS MARINHAS

 Idade reprodutiva entre 20 e 30 anos

Nos primeiros estágios de vida as tartarugas migram para regiões pelágicas

Quando maiores, retornam as áreas costeiras, principais setores de alimentação

Na início da fase reprodutiva machos e fêmeas migram para as zonas de reprodução para a cópula

As fêmeas sobem de 2 a 7 vezes por temporada para desovar, com intervalos médios de 15 dias entre as posturas, e  colocam cerca de 130 ovos por ninho

Os ovos 

tartaruga-verde

 Chelonia mydas

Peso médio: 70 a 230 kg

Tamanho médio da carapaça: 118,6 cm

Área de desova: Ilhas oceânicas

Média de ovos por ninho: 128 ovos

Pico de desova: Março e abril

Idade de maturação: 25 a 30 anos

Distribuição geográfica: Todos os oceanos (águas tropicais e subtropicais)

Categoria de ameaça: Em perigo

Dieta: Algas marinhas e capim-agulha

 

Características físicas: Carapaça ossificada com quatro pares de placas laterais, de coloração verde acinzentada; uma garra na nadadeira anterior; um par de escamas pré-frontais

tartaruga-CABEÇUDA

Caretta caretta 

Peso médio: 70 a 180 kg

Tamanho médio da carapaça: 102,7 cm

Área de desova: Sergipe, Bahia, Espirito Santo, Rio de Janeiro e ilhas oceânicas

Média de ovos por ninho: 120 ovos

Pico de desova: Novembro

Idade de maturação: 10 a 15 anos

Distribuição geográfica: Todos os oceanos (águas temperadas, tropicais e subtropicais)

Categoria de ameaça: Em perigo

Dieta: Crustáceos, ouriços, águas-vivas, moluscos e alguns peixes

 

Características físicas: Carapaça ossificada com cinco pares de placas laterais, de coloração marrom-amarelada; cabeça pronunciada; duas garras em cada nadadeira anterior

TARTARUGA-OLIVA

Lepidochelys olivacea

Peso médio: 35 a 50 kg

Tamanho médio da carapaça: 73,5 cm

Área de desova: Litoral de Sergipe e algumas praias da Bahia  

Média de ovos por ninho: 101 ovos

Pico de desova: Outubro a fevereiro

Idade de maturação: 10 a 18 anos

Distribuição geográfica: Oceanos Pacífico, Índico e Atlântico Sul (águas tropicais)

Categoria de ameaça: Vulnerável

Dieta: Peixes, moluscos, crustáceos, briozoários e tunicados

Características físicas: Tamanho pequeno; carapaça ossificada com cinco a 9 pares de placas laterais; coloração geral acinzentada

tartaruga-DE-COURO

Dermochelys coriacea

Peso médio: 300 a 500 kg

Tamanho médio da carapaça: 159,8 cm

Área de desova: Espírito Santo

Média de ovos por ninho: 110 ovos

Pico de desova: Novembro e dezembro

Idade de maturação: 9 a 14 anos

Distribuição geográfica: Todos os oceanos (águas subárticas a tropicais)

Categoria de ameaça: Criticamente em perigo

Dieta: Águas vivas e outros organismos gelatinosos

 

Características físicas: Tamanho grande; ausência de ranfoteca; carapaça não ossificada; coloração geral negro azulada

Projeto Cetáceos da Costa Branca - UERN. Desde 1998. Todos os direitos reservados.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Google+ - Círculo Branco